Mercomóveis encerra com sucesso em Chapecó e já confirma edição de 2019

Formato simples e de baixo custo, prioridade ao visitante-comprador e foco na valorização dos produtos foram os fatores que influenciaram no resultado positivo da Mercomóveis 2017, encerrada nessa sexta-feira em Chapecó.

Esse é o caminho”, comemora o presidente José Derli Cerveira que, ainda ontem, foi confirmado pelas entidades promotoras como o presidente da 11ª edição, prevista para o período de 19 a 22 de agosto de 2019. “Vamos replicar esse modelo porque agradou expositores e compradores”, antecipa.

A maioria dos 100 fabricantes de móveis – oriunda do oeste catarinense, Paraná e Rio Grande do Sul – confirmou participação em 2019.

A terceira maior feira de móveis do País registrou cerca de 18 mil visitantes em seus cinco dias de visitação e negociação. Os negócios fechados diretamente na feira chegaram a 20 milhões de reais, porém, as transações agendadas e programadas para os próximos quatro meses renderão mais 100 milhões de reais.

Os lojistas de todo o Brasil que constituem o público visitante receberam atenção especial: mais de 2.000 hospedagens foram patrocinadas pela feira para estimular a vinda desses compradores. “Este é um gesto inédito que gerou muitos resultados positivos”, mostra Cerveira.

O presidente destacou que os moveleiros estão satisfeitos com os resultados da feira e aprovaram a opção por estandes padronizados, de baixo custo e de fácil montagem. Novas ações serão planejadas para a próxima edição, entre elas,  pesquisa de satisfação e expansão do público visitante.

 O presidente das entidades promotoras – Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc) – Osni Carlos Verona observa que a feira é parte da reação do setor à crise econômica. “Com iniciativa, criatividade e determinação os empresários tiveram excelentes resultados na feira deste ano”, assevera.

AVALIAÇÕES

O empresário Fábio Scapin da Móveis Scapin, de Nova Erechim, também está satisfeito. Apresentou lançamentos em mesas e cadeiras apostando numa linha mais sofisticada com produtos de alto padrão. “Inovamos com a linha Refinatto, trazendo mais opções a partir de uma necessidade do cliente, sentimos uma adesão muito grande nos produtos diferenciados, aqueles que apresentam novos formatos, detalhes, cores e modelos”, destaca.

A Mercomóveis também foi uma oportunidade para o empresário Lurivam Bortoli, da Atena Móveis e Estofados,  de Chapecó, fechar negócio. O lojista adquiriu o showroom da Província Móveis de São José do Rio Preto com peças que incluem mesas, cadeiras, salas de jantar, sofás, roupeiros e home theater. “O que nos chama atenção são os produtos desenvolvidos exclusivamente para as feiras de negócios, justamente os itens que estamos em busca.”

Em períodos difíceis da economia uma das formas de se sobressair é apostar em estratégias e inovação, indica Bortoli que prevê mudanças para se adequar ao que o consumidor procura, como por exemplo, a exposição dos móveis e a montagem de cenário que possibilita visualizar o resultado final.

Nivaldo Lazaron Junior,da Enele,está satisfeito. Destaca que negócios foram fechados e a feira surpreendeu em sua décima edição. O empresário trouxe produtos selecionados para atender um lojista, que segundo ele, vem em busca de inovação.

Mercomóveis 2017 atrai oportunidades de negócios

Evento segue até sexta-feira (18) e conta com a participação de 100 expositores

O clima de inovação, novidades em produtos e tendências do setor são oportunizados pela Mercomóveis 2017, que iniciou na segunda-feira e transcorre até sexta-feira (18), com entrada gratuita e horário de visitação das 13 às 20horas, no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves em Chapecó.

Com o slogan “Superando Expectativas” o presidente da décima edição José Derli Cerveira está otimista e destaca o envolvimento dos expositores em trazer novidades para o lojista, lançamento de produtos e o contato direto com representantes.

A iniciativa do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e da Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc), apresenta opções de móveis para sala e cozinha, mesas, cadeiras, dormitórios e fogões em mais de 100 expositores que pretendem, nos cinco dias de evento, movimentar R$ 200 milhões em negócios.

Cerveira destaca que, diante de um período de recessão econômica, foi necessário adaptar o formato da feira aos novos tempos, reduzindo custos e otimizando recursos. “Nos mantivemos firmes para cumprir a missão de expor e valorizar a capacidade de produção e inovação da indústria catarinense, revelando o nível de desenvolvimento tecnológico dos fabricantes de móveis e estimulando negócios com compradores nacionais e internacionais”.

Entre os expositores está o empresário Adir Luiz Kist, da Daico Móveis Planejados de Nova Erechim que prevê bons resultados. “Nossa expectativa é aumentar a área de atuação, buscar novos clientes e representantes”. Com mais de 27 anos no mercado, o empresário traz uma linha diversificada de produtos como móveis planejados e sob medida, mesas, cadeiras, beliches e camas. “Buscamos evoluir constantemente e acompanhar as necessidades dos clientes, prezando pela qualidade do produto e do atendimento”.

O empresário da Meneghetti Móveis de Sul Brasil, Amauri João Meneghetti destaca a abrangência como referência para o segmento. “É uma feira bem conceituada, com facilidade de deslocamento e propicia o contato direto com os clientes. Estamos otimistas e esperançosos que será um sucesso.”

Mercomóveis 2017 traz lançamentos do setor moveleiro

Feira segue até esta sexta-feira (18) com visitação das 13 às 20 horas

Os visitantes da 10ª edição da Mercomóveis terão até esta sexta-feira (18), para conhecer as novidades do setor moveleiro. A visitação é gratuita para lojistas/compradores e ocorre das 13 às 20 horas no parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. A feira, promovida pelo Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc), reúne cerca de 100 expositores com o que existe de mais atualizado e inovador no setor.

Há 14 anos no mercado moveleiro a Sonetto Móveis, com sede em Chapecó, atua na produção de mesas e cadeiras para sala de jantar e cozinha. Os móveis, todos em MDF, aliam qualidade e requinte. “A nossa linha de produtos é acessível para todos os públicos. Seguimos um perfil clássico com móveis que se encaixam nas necessidades de diferentes consumidores”, explica o diretor Ilseo Rafaeli.

Para a Mercomóveis 2017, a empresa trouxe o lançamento de oito estilos diferentes de mesas e cadeiras. Com ampla atuação de mercado, os móveis da Sonetto estão presentes em diversos Estados brasileiros, mas também ultrapassam barreiras chegando a países como África e Ásia.

Presente na feira desde 2008, Rafaeli acredita que mesmo diante de um cenário econômico instável a feira oportuniza a prospecção de novos negócios aproximando fornecedores e clientes. “Encontramos lojistas definidos quanto ao que buscam. A Mercomóveis consolida um trabalho que há anos vem sendo efetuado e reforça a qualidade dos nossos produtos. Estamos otimistas”.

EXPANSÃO MOVELEIRA

A Mercomóveis 2017 tem como proposta de agregar, valorizar e desenvolver um dos mais dinâmicos setores da economia sulbrasileira. O presidente da feira, José Derli Cerveira, ressalta que, mesmo diante de um período de instabilidade econômica, a décima edição reafirmou a força do setor moveleiro. “Recebemos expositores e visitantes de diversos municípios que estão otimistas em fechar negócios e fazer contatos com fornecedores e clientes”.

Tecnologia que favorece o custo benefício

Expositores da Mercomóveis surpreendem com ideias e lançamento de produtos

A rotina agitada e os compromissos do dia a dia consomem a maior parte do tempo. Diante disso, praticidade aliada à tecnologia tem sido o diferencial para alguns empresários que acertaram em inovações ao gosto do cliente. “Ao chegar na casa de um amigo ou parente a primeira pergunta é a senha do wiffi e uma entrada de energia para carregar o celular”, destaca Luiz Carlos Bays, da Ferroteli Desing, de Coronel Freitas, um dos expositores da Mercomóveis 2017.

O empresário trouxe novidades para a 10ª edição que transcorre até sexta (18), das 13 às 20 horas, no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. Entre elas, está a poltrona Raia com conectividade USB que permite carregar o celular sem sair do conforto e comodidade. “Lançamos esse produto no salão de Gramado, em junho, e a receptividade tem superado as expectativas, acredito que o mercado deve estar atento às necessidade dos clientes acompanhando as tecnologias o oferecendo soluções práticas”.

Responsável pelo desing da poltrona, Bays indica a estrutura em madeira de reflorestamento próprio utilizada em todos os produtos da marca. Nesta edição a Ferroteli também apresenta itens de decoração e alguns móveis em madeira rústica. “As feiras de negócios são uma vitrine para a marca e é fundamental apresentar produtos de qualidade aliados a sofisticação”.

Na mesma linha de tecnologia para inovar e apresentar diferenciais, a Cia do Estofado, de Mondaí, aposta em sofás confortáveis e com torre de conectividade. “A proposta é o conforto de sentar no sofá e não precisar levantar para carregar o celular ou conectar um cabo a rede de energia. A torre multiplug é opcional em ambos os lados e conta com duas entradas de energia e duas para cabo UBS,” explica o gerente comercial, Leandro Ficanha.

“A Mercomóveis é uma oportunidade que traz resultados significativos de venda, além de oportunizar contatos e fortalecer a divulgação da marca. Quem não é visto não é lembrado,” considera Ficanha acrescentando o trabalho de relacionamento oportunizado pelas feiras de negócios.

Realizada num período que assinala uma leve recuperação da economia, o presidente do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e da Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc) Osni Verona caracteriza como uma oportunidade. “É uma feira diversificada que atende diversos segmentos de mercado em todo o País, onde o lojista encontra produtos inovadores, adequados aos diversos tipos de ambientes do mais simples aos mais sofisticados.”

O presidente das instituições idealizadoras da Mercomóveis, também estima boas perspectivas para os empresários do setor. “O expositor incrementa suas vendas alinhando às pesquisas de mercado, apresentando inovações e propostas atraentes em termos de custo.”

Mercomóveis 2017 Inicia em Chapecó a maior feira do setor moveleiro catarinense

Empresários, lideranças econômicas, expositores, lojistas e profissionais da imprensa participaram da abertura oficial da 10ª Mercomóveis 2017 – uma das maiores feiras de móveis do Brasil, nesta segunda-feira (14). O evento segue até a sexta-feira (18) com entrada gratuita para compradores/lojistas e horário de visitação das 13 às 20 horas no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. A expectativa é de que passem pelo evento cerca de 18 mil visitantes/compradores com prospecção de R$ 200 milhões em negócios.

A Mercomóveis 2017, iniciativa do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e da Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc), reunirá aproximadamente 100 expositores de indústrias moveleiras do sul do País. Contemplará, em cinco dias de evento, o mercado moveleiro do oeste e meio oeste de Santa Catarina, do sudoeste do Paraná e do Rio Grande do Sul.

O presidente da 10ª edição da Mercomóveis José Derli Cerveira destacou que, diante de um período de recessão econômica, foi necessário adaptar o formato da feira aos novos tempos, reduzindo custos e otimizando recursos. “Nos mantivemos firmes para cumprir a missão de expor e valorizar a capacidade de produção e inovação da indústria catarinense, revelando o nível de desenvolvimento tecnológico dos fabricantes de móveis e estimulando negócios com compradores nacionais e internacionais”.

O presidente do Simovale/Amoesc Osni Verona salientou a expressiva representação do setor moveleiro na economia catarinense, envolvendo cerca de 1.300 empresas, das quais 700 são indústrias de móveis. “Estamos em constante expansão e atuamos também impulsionando a economia do Estado gerando mais de 20 mil empregos diretos e R$ 1,1 bilhão de faturamento por ano”.

            O vice-presidente regional da FIESC Waldemar Schmitz observou que a feira se adequou aos novos tempos e adotou um formato de custos menores, sem perder o dinamismo e a capacidade de promover o encontro de fabricantes (moveleiros) e compradores (lojistas). “Nós apostamos na retomada do crescimento neste segundo semestre e um novo impulso no consumo de móveis, há três anos estagnado”.

Inicia em Chapecó a maior feira do setor moveleiro catarinense

Evento segue até sexta (18) com entrada gratuita para maiores de 16 anos

Empresários, lideranças econômicas, expositores, lojistas e profissionais da imprensa participaram da abertura oficial da 10ª Mercomóveis 2017 – uma das maiores feiras de móveis do Brasil, nesta segunda-feira (14). O evento segue até a sexta-feira (18) com entrada gratuita para compradores/lojistas e horário de visitação das 13 às 20 horas no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. A expectativa é de que passem pelo evento cerca de 18 mil visitantes/compradores com prospecção de R$ 200 milhões em negócios.

A Mercomóveis 2017, iniciativa do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e da Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc), reunirá aproximadamente 100 expositores de indústrias moveleiras do sul do País. Contemplará, em cinco dias de evento, o mercado moveleiro do oeste e meio oeste de Santa Catarina, do sudoeste do Paraná e do Rio Grande do Sul.

O presidente da 10ª edição da Mercomóveis José Derli Cerveira destacou que, diante de um período de recessão econômica, foi necessário adaptar o formato da feira aos novos tempos, reduzindo custos e otimizando recursos. “Nos mantivemos firmes para cumprir a missão de expor e valorizar a capacidade de produção e inovação da indústria catarinense, revelando o nível de desenvolvimento tecnológico dos fabricantes de móveis e estimulando negócios com compradores nacionais e internacionais”.

O presidente do Simovale/Amoesc Osni Verona salientou a expressiva representação do setor moveleiro na economia catarinense, envolvendo cerca de 1.300 empresas, das quais 700 são indústrias de móveis. “Estamos em constante expansão e atuamos também impulsionando a economia do Estado gerando mais de 20 mil empregos diretos e R$ 1,1 bilhão de faturamento por ano”.

            O vice-presidente regional da FIESC Waldemar Schmitz observou que a feira se adequou aos novos tempos e adotou um formato de custos menores, sem perder o dinamismo e a capacidade de promover o encontro de fabricantes (moveleiros) e compradores (lojistas). “Nós apostamos na retomada do crescimento neste segundo semestre e um novo impulso no consumo de móveis, há três anos estagnado”.

Mercomóveis 2017 Inicia em Chapecó a maior feira do setor moveleiro catarinense

Empresários, lideranças econômicas, expositores, lojistas e profissionais da imprensa participaram da abertura oficial da 10ª Mercomóveis 2017 – uma das maiores feiras de móveis do Brasil, nesta segunda-feira (14). O evento segue até a sexta-feira (18) com entrada gratuita para compradores/lojistas e horário de visitação das 13 às 20 horas no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó. A expectativa é de que passem pelo evento cerca de 18 mil visitantes/compradores com prospecção de R$ 200 milhões em negócios.

A Mercomóveis 2017, iniciativa do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e da Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc), reunirá aproximadamente 100 expositores de indústrias moveleiras do sul do País. Contemplará, em cinco dias de evento, o mercado moveleiro do oeste e meio oeste de Santa Catarina, do sudoeste do Paraná e do Rio Grande do Sul.

O presidente da 10ª edição da Mercomóveis José Derli Cerveira destacou que, diante de um período de recessão econômica, foi necessário adaptar o formato da feira aos novos tempos, reduzindo custos e otimizando recursos. “Nos mantivemos firmes para cumprir a missão de expor e valorizar a capacidade de produção e inovação da indústria catarinense, revelando o nível de desenvolvimento tecnológico dos fabricantes de móveis e estimulando negócios com compradores nacionais e internacionais”.

O presidente do Simovale/Amoesc Osni Verona salientou a expressiva representação do setor moveleiro na economia catarinense, envolvendo cerca de 1.300 empresas, das quais 700 são indústrias de móveis. “Estamos em constante expansão e atuamos também impulsionando a economia do Estado gerando mais de 20 mil empregos diretos e R$ 1,1 bilhão de faturamento por ano”.

            O vice-presidente regional da FIESC Waldemar Schmitz observou que a feira se adequou aos novos tempos e adotou um formato de custos menores, sem perder o dinamismo e a capacidade de promover o encontro de fabricantes (moveleiros) e compradores (lojistas). “Nós apostamos na retomada do crescimento neste segundo semestre e um novo impulso no consumo de móveis, há três anos estagnado”.

Mercomóveis inicia nesta segunda e mostra o potencial moveleiro do Oeste de SC

Uma das maiores feiras de móveis do Brasil – a Mercomóveis 2017 –  abre nesta segunda-feira (14) no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó, e prossegue até sexta (18), reunindo uma centena de indústrias moveleiras do sul do País. A visitação iniciará às 13 horas e a solenidade oficial de abertura está programada para as 17 horas com a presença de empresários, lideranças econômicas, expositores e lojistas (compradores)

Com a proposta de agregar, valorizar e desenvolver um dos mais dinâmicos setores da economia sulbrasileira, a feira é uma iniciativa do Sindicato da Indústria Madeireira e Moveleira do Vale do Uruguai (Simovale) e Associação dos Madeireiros e Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc).

 “É uma feira renovada, em novo formato, com estandes padronizados e toda linha de mobiliário, sala de estar e de jantar, sofás, dormitórios, colchões, cozinhas projetadas, móveis em madeira e uma infinidade de produtos”, avalia o presidente da Mercomóveis José Derli Cerveira. O empresário destaca a comercialização de todos os espaços e a participação de aproximadamente 100 expositores.

A Mercomóveis transcorre até sexta-feira (18) e contemplará, em cinco dias de evento, o mercado moveleiro do oeste e meio oeste de Santa Catarina, do sudoeste do Paraná e do Rio Grande do Sul com prospecção de R$ 200 milhões em negócios.

O presidente do Simovale/Amoesc, Osni Verona, caracteriza a Mercomóveis como uma oportunidade para impulsionar a economia. “Será uma edição especial, onde o comprador encontrará produtos inovadores, adequados aos diversos tipos de ambientes, do mais simples aos mais sofisticados. É uma feira que atende diversos segmentos de mercado em todo o País.”

Realizada num período de retração da economia, Verona é otimista indicando a capacidade do empresariado em se reinventar. “Estamos sempre nos adequando aos custos, reinventando e buscando estratégias como o treinamento de pessoal e o investimento em materiais alternativos para produzir com qualidade. O cliente também está se ajustando ao mercado competitivo e de rápidas mudanças,” acrescenta.

OPORTUNIDADE DE NEGÓCIO

Uma estratégia que possibilita de forma rápida e prática o contato com clientes, parceiros e fornecedores são as feiras segmentadas por reunir um público específico e com interesses afins. Entre os benefícios estão as rodadas de negócios que oportunizam um “contato informal, olho no olho e que estimula os empresários e potencializa o fechamento de negócios”, destaca Cerveira.

Marcelo Alberti acompanhou de perto o crescimento da Mercomóveis. Expositor desde a primeira edição, o empresário da Sthander Móveis, de Coronel Freitas, viu a feira, segmentada para o setor moveleiro, alçar vôo e conquistar o atual destaque. O empresário avalia a importância do engajamento do setor e está otimista para mais uma edição. “A Mercomóveis nos oportuniza ampliar os negócios e estabelecer contatos potenciais, cada um de acordo com sua área específica de atuação.”

Sobre o interesse na participação do evento, o empresário Amauri João Meneghetti da Meneghetti Móveis de Sul Brasil, considera as oportunidades aliadas a qualidade e abrangência. “É uma feira bem conceituada, com facilidade de deslocamento e propicia o contato direto com os clientes. Estamos otimistas e esperançosos que será um sucesso com a participação de expositores e clientes.”

Atualmente o setor moveleiro envolve cerca de 1.300 empresas, das quais, 700 são indústrias de móveis, que geram mais de 20.000 empregos diretos e faturamento de 1,1 bilhão de reais por ano.

CREDENCIAMENTO

Para evitar filas, os visitantes devem fazer o credenciamento gratuito no site http://mercomoveis.com.br/merc. Outras informações podem ser obtidas no site www.mercomoveis.com.br, Twitter e Facebook. A entrada é gratuita para maiores de 16 anos e a área de visitação compreende os Pavilhões I, II, III e IV. Já o estacionamento será cobrado.

Mercomóveis 2017: Chapecó, centro da indústria moveleira

JOSÉ DERLI CERVEIRA

Presidente da Mercomóveis 2017

         Uma demonstração cabal da diversificação econômica do grande oeste catarinense – uma região notabilizada mundialmente pela pujança de sua agroindústria – é a Mercomóveis 2017, programada para o período de 14 a 18 deste mês de agosto, em Chapecó, e consolidada, em sua décima edição, como uma das maiores exposições-feiras do País.

O atual e perturbador cenário e três anos de aguda crise econômica, consumo retraído e exportações em queda não desestimularam o Sindicato das Indústrias Madeireiras, Moveleiras e Similares (Simovale) e a Associação dos Moveleiros do Oeste de Santa Catarina (Amoesc) que, ao lado de seus parceiros, viabilizaram – com muito sacrifício – a edição de 2017. Foi necessário adaptar o formato da feira aos novos tempos, reduzindo custos e otimizando recursos.

Dessa forma, a Mercomóveis mantém-se firme para cumprir múltiplas missões: expor e valorizar a capacidade de produção e inovação da indústria catarinense, revelar o nível de desenvolvimento tecnológico dos fabricantes de móveis, realçar o crescente aperfeiçoamento em design e, como resultado desses fatores, promover negócios com compradores do Brasil e do exterior.

         Na condição de feira técnica e especializada, a Mercomóveis reúne quase uma centena de fabricantes-expositores de vários Estados; devendo atrair 18.000 visitantes-compradores, mantendo uma expectativa de negócios da ordem de 200 milhões de reais. Essa expressão econômica confere à Chapecó o título de centro brasileiro da indústria do móvel, focalizando, com especial ênfase, o potencial produtivo das indústrias de móveis da região Oeste de Santa Catarina. Serão oportunizados negócios a todos os segmentos, da linha popular aos móveis nobres e sofisticados, de diferentes estilos e materiais que contemplam as necessidades dos diferentes mercados.

         A busca de resultados comerciais consistentes para reverter o quadro de dificuldades do setor preside todos os esforços da Mercomóveis. Simultaneamente aos objetivos comerciais diretos, a feira beneficia a comunidade local-regional com incremento na demanda de serviços em hotéis, bares, restaurantes, fornecedores em geral, etc., injetando dinheiro na economia.

A Mercomóveis é a expressão de um setor que atualmente envolve, na área de abrangência do Simovale/Amoesc, cerca de 1.300 empresas, das quais 700 são indústrias de móveis que geram mais de 20.000 empregos diretos e faturamento de R$ 1,1 bilhão por ano. Por isso, consolida-se como a terceira melhor feira do País no segmento e gera benefícios para a cadeia de móveis e madeira da região Oeste de Santa Catarina, meio-oeste, sudoeste e norte do Paraná e noroeste do Rio Grande do Sul.

Essa é a missão da Mercomóveis: estimular, agregar, valorizar e desenvolver um dos mais dinâmicos setores da economia sulbrasileira.

 

 

Mercomóveis motiva empresários para fechamento de negócios e aumento de vendas

Empresa Daico Móveis Planejados participa da 10ª edição da feira que inicia na segunda-feira (14)

Ser empresário diante do atual cenário de incertezas políticas e econômicas é um desafio. A dica para se sobressair é investir constantemente em melhorias e inovações, recomendara o diretor da Daico Móveis Planejados, de Nova Erechim, Adir Luiz Kist. O empresário é um dos aproximadamente 100 expositores que apresentarão novidades e tendências do setor moveleiro na 10ª edição da Mercomóveis.

A feira inicia nesta segunda-feira (14) e transcorre até sexta-feira (18), no Parque de Exposições Tancredo de Almeida Neves, em Chapecó e oportunizará exposição de marcas, lançamento de produtos e potencializará negócios.

         O empresário está otimista com a rede de contatos e a prospecção de negócios oportunizados em feiras segmentadas como a Mercomóveis. “Nossa expectativa é aumentar a área de atuação, buscar novos clientes e representantes”.

Há 27 anos no mercado, a Daico conta com uma linha diversificada de produtos como móveis planejados e sob medida, mesas, cadeiras, beliches e camas. Sobre a postura no mercado, Kist acredita que para ter uma boa gestão e permanecer no ramo é fundamental “evoluir constantemente e acompanhar as necessidades dos clientes, prezando pela qualidade do produto e do atendimento”.

          Em termos econômicos, avalia o período como difícil, porém se mostra otimista. “Não estamos no melhor cenário, mas tivemos um crescimento de 12% no primeiro semestre e isso nos faz acreditar que será um bom ano”.

         HISTÓRIA          

A Daico Moveis Planejados surgiu em 1989 de uma pequena marcenaria em Coronel Freitas, conduzida pelos sócios Adir Luiz Kist, Vilmar Pedro Kist e Edair José Sebben (in memoriam). Em 1993 mudou-se para Nova Erechim, onde permanece atualmente com 160 colaboradores e mais de 200 lojas distribuídas pelo Brasil. “Seguimos inovando, investindo em estrutura física, treinamento dos colaboradores e nos lojistas-parceiros para oferecer conforto, beleza e praticidade nos produtos que oferecemos”, destaca Kist.